terça-feira, 10 de outubro de 2017

JORNAIS ANTIGOS / SUPLEMENTOS INFANTIS / TIRAS DE JORNAIS (OLD NEWSPAPERS / PERIODICO / SUPLEMENTO / COMIC STRIP) - A FOLHINHA DE SÃO PAULO - TURMA DA MÔNICA (MONICA'S GANG / JIMMY FIVE / SMUDGE / MAGGY / CHUCK BILLY / BLU / ANGEL / BUG-A-BOO / CEBOLITTA) 1963 MAURICIO DE SOUSA


A FOLHINHA DE SÃO PAULO - TURMA DA MÔNICA / 1963 MAURICIO DE SOUSA - Mauricio Araújo de Sousa, nascido em Santa Isabel, no dia 27 de outubro de 1935, é um cartunista e empresário brasileiro. Sem dúvida alguma, um dos mais famosos e bem sucedidos cartunistas do Brasil, criador da Turma da Mônica e membro da Academia Paulista de Letras. Filho de Antônio Mauricio de Sousa e de Petronilha Araújo de Sousa, Mauricio de Sousa viveu num ambiente cercado de arte, pois seu pai era poeta, compositor e pintor, e sua mãe poetisa. Sua casa sempre esteve cheia de livros, permitindo um ambiente bastante cultural. Com poucos meses de vida, Mauricio mudou-se de Santa Isabel para a vizinha Mogi das Cruzes, onde começou a desenhar cartazes e ilustrações para rádios e jornais. Queria viver profissionalmente do desenho, e para isso em 1954 começou a procurar emprego de desenhista em São Paulo, mas só conseguiu uma vaga de repórter policial na Folha da Manhã. Passou cinco anos escrevendo esse tipo de reportagem, que ilustrava com desenhos bem aceitos pelos leitores. Mauricio de Sousa começou a desenhar histórias em quadrinhos em 18 de julho de 1959, com seus primeiros personagens, Bidu e Franjinha. Ambos foram baseados na própria infância de Mauricio, sendo Bidu inspirado no seu cãozinho de estimação, Cuíca. No ano seguinte, os personagens ganharam espaço através da revista infantil Záz-Tráz, pela Editora Outubro. Posteriormente um gibi intitulado "Bidu" foi lançado pela Editora Continental, sendo cancelado no mesmo ano. Ainda naquele tempo novos personagens foram criados, entre eles o que mais chamou atenção foi Cebolinha como coadjuvante de Franjinha. Em 1963, Mauricio de Sousa criou, junto com a jornalista Lenita Miranda de Figueiredo, Tia Lenita, a Folhinha de S. Paulo. Sua personagem Mônica foi criada nesse ano. Em 1987, passou a ilustrar o recém-criado suplemento infantil do periódico jornal, O Estado de S. Paulo, o Estadinho. Os personagens seguiram nas tirinhas de jornal, onde foram desenvolvendo suas personalidades. Cebolinha passou a ser o personagem principal substituindo o Bidu, e mais personagens foram se destacando e ganhando séries próprias, como Piteco, Astronauta, Horácio, Penadinho, Zezinho e Hiroshi (atualmente do universo da Turma do Chico Bento), Raposão (atualmente do universo da Turma da Mata). No entanto, mesmo com todos esses personagens, Mauricio recebeu queixas sobre a falta de mulheres em seus quadrinhos, assim Mônica foi criada em 1963, como uma personagem secundária nas tirinhas do Cebolinha. Baseada na sua filha real Mônica Sousa, o sucesso e o carisma da personagem fizeram dela a protagonista das tirinhas, tornando Cebolinha seu coadjuvante no final da década de 1960.














F  I  M