domingo, 5 de junho de 2016

GIBIS ANTIGOS (CLASSIC COMICS) - ALMANAQUE DE MINDINHO OS PERIGOS DE PAULINA (THE PERILS OF PAULINE) / 1978 EBAL


ALMANAQUE DE MINDINHO OS PERIGOS DE PAULINA / 1978 EBAL - É nesta publicação de 52 páginas, e através da Editora Brasil-América (EBAL), que Pernalonga e sua Turma foram apresentados ao público leitor mirim no Brasil, trazendo em suas páginas, uma galeria de personagens mundialmente famosos! Mas durante sua trajetória longa pela Editora Brasil-América, os almanaques anuais além de serem uma atração à parte, pela quantidade maior de páginas, e apresentando uma galeria muito maior de personagens numa única edição, também surpreendeu publicando em duas ocasiões, 1978 e 1980, o já famoso e aguardado ALMANAQUE DE MINDINHO, uma personagem até então, desconhecida da maioria dos leitores, e que não faz parte dessa turma de Looney Toones, era a vez do público conhecer em quadrinhos, Paulina, famosa nos seriados e filmes do Cinema e televisão! Na verdade, alguns títulos ou até muitos deles publicados pela EBAL, acabaram esquecidos ou se perdendo no tempo e na memória de muita gente, permanecendo vivo mesmo, somente através dos colecionadores de quadrinhos ou leitores que não se satisfaziam somente através da leitura, mas que buscavam por algo mais que fosse interessante ou diferente do tradicional, ou conhecido. Um desses casos, é justamente o almanaque aqui abordado, OS PERIGOS DE  PAULINA baseado no seriado de 1914, The Perils of Pauline, famoso por trazer a mocinha sempre em situações de alto grau de risco, sendo salva somente no último minuto, sempre pelo mocinho da vez. Os anos se passaram, e esse seriado ganharia um filme para cinema, paródia em desenho animado de "Os Apuros de Penélope", do estúdio Hanna-Barbera, e em quadrinhos, publicada pela Western Publishing Company, no começo da década de 1970, de onde veio o material dessa edição da Ebal. No seriado original, Paulina é herdeira de uma fortuna que está nas mãos do secretário de seu falecido pai, até seu casamento. Antes disso, ela quer aproveitar e viver algumas aventuras, ocasiões em que o vilão tenta causar “alguns acidentes” para ficar com todo o dinheiro para si. No gibi, o roteiro foi adaptado onde o ricaço pai de Paulina compra um jornal para que a garota tenha uma vida mais produtiva, trabalhando como repórter. Mas o chefe de Paulina acredita que, se ela sofrer algum acidente, o velho largará a empresa, que ficará com ele. Daí os “perigos” de Paulina. E na HQ, com um traço estilizado, algo caricato e tiradas das mais divertidas, tudo é um grande "clichê", tal qual os seriados das matinês de cinema, a mocinha bonita, porém ingenua, o mocinho bonzinho e um vilão malvado. Dois anos depois em 1980, a Ebal lançou mais uma edição com a personagem, sendo que nessa edição, ela dividia as páginas com outros personagens que mais tarde, ganhariam revistinha própria através da Abril, como a Bruxa Caxuxa (depois publicada como Birutéia), a coruja Caburé (e mais tarde lançada como Arquimedes), e a dupla Alceu e Roque (Alceu e Dentinho), além do trio Bufo, Bufão e Juru. Vale a pena recordar ou conhecer um pouco através de algumas páginas, de Os Perigos de Paulina pela EBAL em 1978.















F  I  M