segunda-feira, 7 de março de 2016

GIBIS ANTIGOS / SÉRIES CLÁSSICAS DA TV (CLASSIC COMICS / CLASSIC TV SHOWS) - JAMES WEST Nº 03 (THE WILD WILD WEST) - 1968 GOLD KEY COMICS - PARTE 3


JAMES WEST Nº 03 (THE WILD WILD WEST) - 1968 GOLD KEY COMICS - PARTE 3 / O processo de produções em cores, era ainda muito caro para a época e só poderia ser utilizado em projetos com resultado financeiro garantido. Por isso, o primeiro ano da série contendo 28 episódios de 50 minutos de duração, foi filmado em preto e branco. Muitos fãs e críticos da televisão americana, consideram esta a melhor e a mais séria de todas as quatro temporadas da série. Em setembro de 1966, estreava o segundo ano da série quando um acidente fatal quase pôs fim a trajetória de James West. O produtor Michael Garrison caiu do alto de uma escada em sua própria casa e faleceu. Se não fosse pela insistência de outro executivo do programa, Bruce Lansbury, a série fatalmente sairia do ar. O primeiro episódio filmado em cores foi comemorado pelo elenco e pessoal da técnica, intitulado “A Noite da Cobra Dourada”, embora o episódio de abertura da temporada tenha sido “A Noite dos Excêntricos”. Vendo a audiência crescer, e a popularidade do personagem cada vez mais aumentando, Robert Conrad montou um grupo fixo de dublês, todos sob seu comando. O ator gostava de fazer suas próprias cenas perigosas. O problema era que sempre alguém se machucava e a constante presença de uma ambulância na porta dos estúdios começou a preocupar os executivos de produção. Em janeiro de 1968, quando filmava o episódio "A Noite dos Fugitivos", Robert Conrad sofreu uma queda ao se balançar num candelabro e caiu de cabeça num piso de concreto que estava pintado para parecer madeira. O ator foi parar no hospital, paralisando a produção da série por 12 semanas. O episódio só foi concluído após sua recuperação e incluído no lote da quarta temporada. Muitos acontecimentos, acidentes e curiosidades marcaram as três temporadas coloridas. A conhecida atriz Agnes Moorehead (Endora, mãe de Samantha na série “A Feiticeira”) ganhou um prêmio Emmy em 1967 de melhor atriz, no episódio intitulado “A Noite da Perversa Valentina”.  Mesmo sendo uma série de faroeste, a ousadia dos produtores durante as filmagens e seus roteiristas de plantão, chegava ao ponto de misturar histórias de ficção como viagem no tempo e até transportes em discos voadores, tudo devidamente explicado durante o transcorrer de tais episódios. Alguns episódios possuíam uma trilha musical incrivelmente bem planejada, bastante apropriada e criativa. A quarta temporada da série estreou em 1968. Durante as filmagens de "The Night of Araricous Actuary", Ross Martin (Artemus Gordon) quebrou a perna numa seqüência de duelo, sendo substituído por um dublê. Nos três episódios seguintes, Ross Martin aparecia sendo filmado, apenas da cintura para cima. Mas o pior estava por vir, quando durante as filmagens de "A Noite do Fogo e Enxofre”, Martin passou mal e sofreu um ataque cardíaco que quase o matou. Os médicos chegaram a afirmar que ele não voltaria mais para as gravações da série, já que tomava café em excesso e fumava quatro maços de cigarro por dia de filmagem. O ator foi substituído por “convidados especiais”. Charles Aidman foi o assistente de James West em quatro episódios. William Schallert participou no episódio de duas partes “A Noite do Terror Alado”, e Alan Hale Jr. no episódio “A Noite da Morte de Sabatini”. Em dezembro de 1968, Ross Martin voltou a integrar o elenco do programa em “A Noite da Diva”...CONTINUA










Na próxima postagem, a 4ª parte dessa emocionante matéria, na mesma bat-coluna, e no mesmo bat-blog! Não percam! 

.....CONTINUA (TO BE CONTINUED)