domingo, 8 de novembro de 2015

GIBIS ANTIGOS (CLASSIC COMICS) - MUTT & JEFF Nº 10 - 1970 EDITORA SABER


MUTT & JEFF Nº 10 - 1970 EDITORA SABER / Ao contrário do que consta em vários sites dedicados aos quadrinhos, esta edição que é de acervo pessoal do blog Tv a Lenha, consta na contracapa, como sendo de nº 10 (VER 1ª FOTO LOGO ABAIXO), e não a de nº 01, e conferindo com o mesmo ano de publicação em 1970, pela Editora Saber, e agora? Quem poderá me defender? Chapolin Colorado?....nem pensar, ele não está metido nesta enrascada! Ou foi erro de impressão? Alguém mais tem esse número para desvendarmos esse mistério?  À parte dessa discussão, antes da Editora Saber dar inicio as edições de Mutt & Jeff, os leitores do Jornal "O Estado de São Paulo", já os conheciam nas tiras diárias publicadas.




Uma criação de Bud Fisher e desenhos de Al Smith. Este tipo de gibi publicado pela Editora, era diferente do formato americano, mais parecido com um livro, e foi uma alternativa que a "Saber" encontrou para publicar inúmeros heróis de quadrinhos. Com um humor refinado, essa dupla de atrapalhados, além do "Estadão", apareceram também, no "O Jornal da Tarde", para posteriormente, estarem presentes, em vários jornais do país durante décadas! Jeff é o baixinho da dupla. A tira estreou no dia 15 de novembro de 1907, com o nome de "Mr. A. Mutt". No início, só aparecia o magrinho alto Mutt. Jeff, o baixinho, só foi introduzido na série algum tempo depois, saído de um manicômio, passando a tira ser chamada de "Mutt & Jeff", nome pela qual ela é conhecida até hoje. 


O estilo de Bud Fisher é bem simples, tanto no desenho quanto no enredo. "Talvez seja por isso que lhe proporcionou a enorme popularidade de que ele desfruta até hoje." No Brasil, a série foi publicada no "Suplemento Juvenil", "Mirim", e  "Lobinho" também. Foi uma das primeiras tiras, a serem impressas diariamente, pois até aquela data os jornais americanos preferiam publicar quadrinhos nos chamados suplementos dominicais. O conceito das tiras diárias já havia sido estabelecido em A. Piker Clerk (1903) de Clare Briggs, mas foi com o sucesso de Mutt and Jeff que o formato se consolidaria. A tira permaneceu distribuída por syndicates até 1982, com vários artistas trabalhando nela, além do próprio autor. 



Dos desenvolvedores o principal foi Al Smith que desenhou os quadrinhos da dupla por mais de 50 anos. A série recebeu o formato de revista "comic book" em publicação da All-American Publications. Depois outras editoras lançaram séries como a DC Comics, Dell Comics e Harvey Comics. Os personagens também foram adaptados para desenhos animados, filmes, e propaganda. Augustus Mutt, um personagem magricela e alto, é um fanático por corridas de cavalos. Ele tem esposa e o filho Cicero, cuja gata apareceu em tira própria chamada Cicero's Cat (O gato de Cícero), e que aparece nesta edição. Jeff, o parceiro de Mutt, sempre de cartola e gravata borboleta. Mutt encontrou Jeff como interno em um manicômio, em função de sua mania de corrida de cavalos, mas ao longo dos anos, o tema recorrente das corridas de cavalo acabou sendo deixado de lado. Ele tinha um irmão gêmeo chamado Julius, além de personagens secundários, como Gus Geevem, Joe Spivis e "Sir" Sidney (amigos de Mutt e Jeff).



F  I  M