quinta-feira, 22 de outubro de 2015

GIBIS ANTIGOS (CLASSIC COMICS) / SÉRIES ANTIGAS DA TV (CLASSIC TV SHOWS) - AS AVENTURAS DE ROBIN HOOD (THE ADVENTURES OF ROBIN HOOD - RICHARD GREENE) / RIO GRÁFICA EDITORA (RGE) - EBAL


AS AVENTURAS DE ROBIN HOOD (SÉRIE DE TV E GIBIS NACIONAIS E IMPORTADOS) – Nos tempos de hoje, falar de Robin Hood ou escrever algo sobre o personagem parece fácil, tendo em vista as inúmeras adaptações feitas para o cinema, inclusive com o ator Kevin Costner, talvez o que mais ficou gravado na memória de todos os espectadores e cinéfilos nos últimos anos. Jamais me esquecerei da 1ª vez em que o vi na televisão há mais de 30 anos. O fascínio por sua arma, me prendia ao televisor, quando o via usar o arco e flecha por entre as matas da floresta de Sherwood. 






Quando o Rei Ricardo I, parte para as Cruzadas deixando seu filho Arthur sob os cuidados de seu irmão, o Príncipe João, ele ignora as intenções deste de se apoderar do trono da Inglaterra. Com a ajuda do Xerife de Nottingham, o Príncipe impõe um reinado de terror e altas taxas de juros. Até que Lord Robin de Locksley decide liderar uma rebelião contra o Príncipe contando com a ajuda de um bando de foras-da-lei. Juntos, eles roubam dos ricos para dar aos pobres. As Aventuras de Robin Hood é uma produção inglesa da Saphire Film Productions que foi realizada para a ITC de Televisão, com um total de 143 episódios em preto & branco de 25 minutos. 







Teve sua estréia na Inglaterra em 1956, e seguiu firme até 1960. Entre os historiadores, é considerada a mais longa série inglesa produzida. Estrelada por Richard Greene (Robin Hood), Bernadette O’Farrel (Lady Marian) que depois de algum tempo, resolveu deixar a série com medo de ser marcada pelo papel, e substituída pela jovem atriz Patrícia Driscoll. O personagem “pequeno John” também teve a participação de 2 atores, Archie Duncan quebrou a perna durante a produção de um dos episódios, ao tentar saltar sobre um dos cavalos. Durante seu período de recuperação, Rufus Cruikshank tomou seu lugar em um total de 10 episódios. O personagem do Príncipe João foi interpretado por vários atores que eram contratados por episódio, já que a presença do personagem não era obrigatória em todas as histórias. 






Em 1969, foi lançada nos cinemas uma versão a cores da série, que recebeu o título de “Sword of Sherwood Forest” e produzida, pasmem...pela Hammer Films, famosa por seus filmes de terror, em conjunto com a Columbia americana. Essa versão contou apenas com a presença de Richard Greene, o Robin Hood.  






E também, no Brasil, as publicações com o herói, não ficaram de lado, pelo contrário, em algumas oportunidades, trocaram até de editoras, como foi o caso da RIO GRÁFICA EDITORA (RGE) quando publicou ainda em janeiro de 1960, 92 edições do herói (o exemplo aqui no blog, é a edição nº 75 de 1965), indo parar somente em 1981, na EBAL (Editora Brasil-América), mas permanecendo apenas em 6 edições (o exemplo aqui postado, é a edição nº 01 de 1981). Claro de que não citamos edições especiais ou alternativas de outras editoras, que não chegaram a lançar em série mensal ou semelhante.







F  I  M