domingo, 27 de setembro de 2015

GIBIS ANTIGOS (CLASSIC COMICS) - CARANGOS E MOTOCAS (WHEELIE AND THE CHOPPER BUNCH) Nº 01 CHARLTON COMICS




CARANGOS E MOTOCAS (WHEELIE AND THE CHOPPER BUNCH) Nº 01 - 1975 / Esta é a primeira edição publicada em quadrinhos, baseada no desenho animado, em maio de 1975. O desenho animado foi uma produção da Hanna Barbera, no ano de 1974, "Carangos e Motocas" foi um dos desenhos mais criativos do estúdio, onde as histórias se passavam em um mundo, onde não havia seres humanos nem animais, e todos os habitantes desse universo, são veículos humanizados, incluindo em sua maior parte automóveis (ou "carangos", uma gíria característica da década de 70 usada para se referir aos carros) e motocicletas (ou simplesmente "motocas"), os jipes, carretas, furgões, caminhões, tratores e até alguns ônibus ou navios falantes, também fizeram parte de alguns episódios, dependendo da temática do roteiro. O fusquinha vermelho Wheelie, era o protagonista do desenho, e sua namorada Rota, uma charmosa "caranga" conversível amarela. todo desenho não é um desenho, se o inimigo ou inimigos não se fizerem presentes, pois bem, que tal um quarteto do mal de duas rodas e envenenados no motor? 



É a turma do Chapa, o líder de uma gangue de 4 motocas com intenções maldosas, mas que como sempre, acabavam dando errado e contra eles próprios. Wheelie, era o único personagem da história que não falava, apenas se comunicava emitindo o som de sua buzina ou com letras luminosas ou símbolos que apareciam em seu para-brisa, demonstrando as diferentes emoções que ele estivesse sentindo; a namoradinha de Wheelie era uma charmosa "caranguinha" conversível amarela, chamada Rota Ree, ninguém menos que a "garota mais bonita e paquerada das redondezas", mas ela só tinha olhos para seu namorado, torcia fervorosamente por sua vitória nas constantes corridas em que Wheelie participava e depois sempre o recompensava com um grande beijo. A "Turma do Chapa", essa gangue formada pelas quatro motocas falantes e totalmente delinquentes, trapaceiras e adeptas do vandalismo. 


Chapa (o mais grosseiro do grupo e também o mais inteligente, que era apaixonado pela Rota e por isso vivia perseguindo o Wheelie, sempre tentando trapacear nas corridas e procurando os mais diversos meios de envergonhar o fusquinha na frente se sua namorada), Avesso (uma motocicleta completamente atrapalhada, que tinha esse nome porque trocava as letras ao falar), Risada (a maior moto, e também a mais idiota do grupo, que usava uma touca de lã) e Confuso (uma pequena motoquinha pra lá de pentelha, que ficava o tempo todo aborrecendo o Chapa e, após seus planos darem errado,  repetia sem parar ao Chapa, a frase: "Eu te disse, eu te disse, mas eu te disse!"). Outros dois personagens que apareciam com frequência na série eram uma atrapalhada moto policial chamado Rabo de Peixe e seu líder, uma rádio-patrulha falante chamada Coronel Dureza; no Brasil, o desenho estreou pela Globo em 1975, como uma das atrações do programa infantil Globo Cor Especial.


Logo após a estréia do programa "A Turma do Lambe-Lambe" (apresentado pelo Daniel Azulay) em 1979, mudou-se para a TV Bandeirantes, que exibiu o desenho até 1984, e a última exibição com a dublagem original realizada pelo estúdio Herbert Richers, foi pela extinta TV Manchete entre 1986 e 1987, dentro do programa infantil Lupulimplimclaplatopô, apresentado pela Lucinha Lins e pelo Cláudio Tovar, que na época era marido da atriz; em 1995, o desenho voltou a ser exibido pelo canal a cabo Cartoon Network, primeiramente em inglês e posteriormente com uma nova dublagem pelo estúdio Cinevídeo, e que na minha opinião, é infinitamente inferior à marcante e cativante dublagem da Herbert Richers. Infelizmente, com essa mesma dublagem "sofrível" o desenho foi exibido pouco tempo depois pela TV Record, e mais tarde pelo canal a cabo Boomerang, quando ainda era "top" na programação clássica, exibindo desenhos com seus velhos e simpáticos conhecidos personagens do estúdio Hanna-Barbera, e outros estúdios que aos poucos forma juntando-se ao canal, como MGM, King Features, etc.




DUBLAGEM AMERICANA

Wheelie e Chapa: Frank Welker.
Rota Ree: Judy Strangis.
Avesso: Paul Winchell.
Risada: Lennie Weinrib.
Confuso: Don Messick


DUBLAGEM CLÁSSICA HERBERT RICHERS

- Wheelie: efeitos vocais feitos por Don Messick, mantidos da versão original em inglês
- Rota: Maralise
- Chapa (que na nova dublagem foi erroneamente chamado de "Motocão"): José Jorge Ramos
- Avesso: Carlos Marques (que na nova dublagem, fez a voz do Risada)
- Risada: Ionei Silva
- Confuso: Luiz Manuel


F  I  M