sexta-feira, 15 de abril de 2016

SÉRIES ANTIGAS DA TV BRASILEIRA (BRAZILIAN CLASSIC TV SHOWS) - SHAZAN, XERIFE & CIA (PAULO JOSÉ E FLÁVIO MIGLIACCIO) - 1972 REDE GLOBO DE TELEVISÃO




SHAZAN, XERIFE & CIA - 1972 / Uma produção brasileira da Rede Globo de 1972, num total de 66 episódios de 25 minutos de duração, e que permaneceu no horário nobre das 21h, sempre às quintas-feiras da semana, até 1974. Na direção, João Loredo, David Grinberg e Reynaldo Boury, e na produção, vários nomes qualificados e técnicos, foram os responsáveis durante sua exibição. Vale ressaltar, de que os personagens Shazan (Paulo José), e Xerife (Flávio Migliaccio), apareceram pela primeira vez, na novela "O Primeiro Amor" (19h - 228 capítulos - inicio em 24/01/1972 até 17/10/1972) de Walter Negrão, exibida em 1972 e que teve um fato marcante e dramático durante a produção da novela, porque a exatos 28 capítulos do final da novela, o protagonista principal, e excepcional ator Sérgio Cardoso, faleceu vítima de um ataque cardíaco, fato este, que gerou uma comoção nacional no país, devido ao grande sucesso de audiência da novela, cuja emissora, teve que chamar Leonardo Villar para substituí-lo. De inicio, a participação de Shazan e Xerife, seria uma espécie de atrativo para a criançada e os jovens da década de 70, os "anti super-heróis", deixando a parte humorística da novela, por conta deles no Parque de Diversões da novela. 





O que não se esperava, era o sucesso imediato junto ao telespectador de todas as idades, a química entre a dupal de atores, favoreceu e muito, o sucesso dos personagens, tanto que assim que acabaram as filmagens de "O Primeiro Amor", a única certeza de que a emissora tinha, era de produzir uma série para a televisão. Shazan e Xerife, trabalhavam juntos, eles tinham uma oficina de consertos, e as bicicletas se tornaram mania nacional devido a esse momento nos capítulos, tanto que a Tv Globo conheceu nessa época, e soube usar à partir daí, o merchandising nas futuras novelas da emissora. CURIOSIDADE: O personagem Xerife, não havia sido a primeira escolha do autor da novela, que iria compor a dupla com Shazan, o ator seria ARMANDO BÓGUS, juntamente com PAULO JOSÉ. A mudança de planos na escolha, foi de Daniel filho que era o supervisor da novela, e que lembrou o autor, do nome de FLÁVIO MIGLIACCIO, que já havia trabalhado com Paulo José, em filmes de Cinema e no Teatro, cuja percepção e entrosamento poderia dar certo pela amizade deles. Não deu outra! O nome deles, se deve à Walter Negrão, por ter dois primos na época, que tinham esse apelido. 






Voltando ao seriado, e como estrelas principais da atração, Shazan e Xerife, continuam mecânicos, só que sem endereço fixo, eles percorrem o Brasil através da "Camicleta", uma fusão entre Caminhão e Bicicleta, e cada episódio filmado, gerava uma sequência seguinte, para prender o público na trama, cujo sonho maior, era de construir uma Bicicleta Voadora! Os episódios eram dirigidos ao público infantil, porém, os jovens e adultos também sentiram-se atraídos pela dupla, tornando a série, uma das melhores audiências de todas as produções daquele ano na emissora, chegando a reprisar os episódios, no período da tarde na mesma época, por trazerem mensagens educativas, e na faixa livre da Censura Pública Federal. Só para se ter uma idéia do sucesso, em abril de 1973, a série passou a ser exibida diariamente, de segunda à sexta, às 18h, e com mais 30 minutos de duração! Em 1974, no inicio do ano, alguns episódios mais antigos, foram reprisados, para depois infelizmente, desaparecerem da telinha! Paulo José e Flávio Migliaccio tiveram liberdade para criar o aspecto visual, jeito de usar as expressões, e as roupas também. 





Shazan, Xerif & Cia, foram os primeiros a ganharem uma série própria, vindos de uma novela. Na novela "O Bem-Amado", o personagem Odorico Paraguaçu, interpretado por Paulo Gracindo em 1973, veio na mesma sequência, pelo fato do sucesso do personagem, a Tv Globo, produziu a série, e mais adiante, com Mário Fococa (Luiz Gustavo) que veio da novela, "Elas por Elas" de 1982. No ano de 1998, em uma bela homenagem de Walter Negrão aos 25 anos da criação dos personagens e da série, Shazan e Xerife aparecem numa participação especial na novela de sua autoria, "Era uma Vez", eles chegam à cidade de "Nova Esperança", na famosa Camicleta, que teve de ser reconstruída com êxito total, tal qual a original da série! Taí, uma série que não tem prazo de validade....uma pena entre tantos títulos sem conteúdo e atração significativa por algum ingrediente hoje em dia, que esta série esteja esquecida e empoeirada nos infinitos caminhos do tempo! 





F  I  M 

*Todos os direitos reservados a Globo Comunicações e Participações S.A. (O video é de acervo pessoal, de direitos reservados e pertencentes a seus respectivos proprietários, bem como todas as imagens aqui postadas para divulgação).

*Fonte de pesquisa para o texto da matéria: memoriaglobo.globo.com e Dicionário da Tv Globo de Jorge Zahar Editor (JZE)