domingo, 13 de março de 2016

GIBIS ANTIGOS (CLASSIC COMICS) - GENE AUTRY Nºs 13 / 15 - 1948 DELL COMICS


GENE AUTRY Nºs 13 / 15 - 1948 DELL COMICS / Talvez os únicos dois maiores caubóis do cinema, daquelas produções "B" de baixo orçamento, ou nas incríveis matinês de cinema, como Roy Rogers e Gene Autry, conseguiram com enorme sucesso, aliar em meio de suas canções, as previsíveis e esperadas cenas de ação constante, sem perder a legião de fãs que ainda cultuam seus filmes ou suas canções. Gene Autry (Orvon Grover Autry) nasceu no dia 29 de setembro de 1907 em um rancho perto de Tioga, Texas, filho de Delbert e Nora Autry. Quando tinha 16 anos, a família se estabeleceu no Oklahoma e o rapaz foi trabalhar como telegrafista noturno em uma estacão ferroviária. Nesta ocasião, Will Rogers ouviu-o tocar guitarra e lhe sugeriu que tentasse a sorte no rádio. Em 1928, Autry começou a cantar em uma emissora de Tulsa, apresentado como “Oklahoma’s Singing Cowboy”. 




Depois foi para Chicago e cantou no programa de música foclórica National Barn Dance, do qual foi o astro de 1930 a 1934. Ele gravou um disco “That Silver Haired Daddy of Mine”, que o tornou famoso. Entre suas inúmeras gravações através dos tempos incluem-se: “Tumbling Tumbleweeds”, “South of the Border”, “Mexicali Rose”, “Back in the Saddle Again” e “Rudolph the Rednosed Reindeer”. Após algum tempo, o produtor Nat Levine levou o jovem para a Mascot Films, e lhe dando vários papéis sucessivamente em longa-metragens, "Santa Fé / In Old Santa Fe" e no seriado das matinês de Cinema que era a mania de todo americano acompanhar, "A Montanha Misteriosa / Mystery Mountain", ambos de 1934 e estrelados por Ken Maynard, outro caubóis famoso e que veio do cinema mudo. No ano seguinte, Autry entrou em outro seriado, "Império Fantasma / The Phantom Empire", com enredo bem estranho, misturando um caubói-cantor com ficção científica. 



A ação transcorria em uma cidade subterrânea futurística, Murania, onde o herói encontrava homens armados com invenções incríveis, e armas fatais avançadíssimas. Capturado, juntamente com os companheiros Frankie (Frankie Darro), Betsy (Betsy King Ross) e Oscar (Smiley Burnette), ele consegue escapar, antes de o império ser totalmente destruído por um raio mortífero. Satisfeito como o novo ator, Levine o promoveu a astro. Logo em seguida, com "Boiadeiro Trovador / Tumbling Tumbleweeds" de 1935, Autry inaugurou uma série de westerns na recém-formada Republic Pictures, tendo como diretor mais assíduo Joseph Kane e, como companheiro Smiley Burnette (Lester Alvin Burnette), antigo colega de Gene no programa National Barn Dance, e depois prosseguiu sua parceria com charles Starret, o Durango Kid. Burnette sabia tocar 52 instrumentos e compôs mais de 350 canções, mas ficou conhecido do público como o amigão rechonchudo e sentimental do mocinho. Além de acompanhar Autry, Burnette protagonizou momentos cômicos inesquecíveis para os filmes de Roy Rogers e Charles Starrett, falecendo em 1967, aos 56 anos, de leucemia. As cenas musicais iam ficando predominantes nos filmes e isso às vezes desacelerava a ação, porém, de um modo geral, havia equilíbrio, e o público lotava os cinemas. De 1937 até se alistar na Força Aérea em 1942, os exibidores de Cinema, elegeram Gene Autry como o “Campeão de Popularidade em Filmes de Faroeste”. 



Paralelamente ao Cinema, o ator desenvolveu atividades em outras áreas: gravações na Columbia Records, atuações no programa de rádio The Melody Ranch e apresentações pessoais por todo o país no Gene Autry Rodeo. Nessa época, ele recebia mensalmente cerca de 4 mil cartas dos fãs, 60 por cento somente de mulheres! Todos os apreciadores dos Faroestes antigos, sabem que o cavalo do caubói, chamava-se Campeão (Champion) mas, na realidade, houve três cavalos com de nome Champion, sendo que o verdadeiro nome do original era Lindy, assim batizado em homenagem ao grande aviador Charles Lindbergh. A partir de 1942,  a carreira de Autry foi interrompida por três anos. Sob protesto do estúdio, ele foi servir à causa dos aliados como co-piloto de gigantescos aviões de carga, no transporte de homens e suprimentos para bases na China, Birmânia e Índia.  Ao voltar para a América, Autry verificou que a Republic Picutres o havia substituído por Roy Rogers e, em 1946, fundou sua própria companhia, a Gene Autry Productions, que tinha como produtor executivo Armand Schaefer e cujos filmes eram distribuídos pela Columbia. O primeiro trabalho, "O Último Rodeio / The Last Round-Up", foi o seu filme predileto entre os 93 dos quais participou, principalmente porque, na sua opinião, continha uma boa história. 



Os críticos acharam que ele representou uma melhoria nos Westerns de série e concordaram que foi o melhor filme de Autry, desde que ele iniciou sua carreira. A ação se passava em um Oeste moderno e apresentava uma revolta de índios, um estouro de boiada e Gene participando de uma transmissão radiofônica. A trama contava como, tanto os rancheiros como os índios, eram ameaçados pela escassez de água quando as autoridades decidiram construir um aqueduto. De aparência  física um tanto frágil, Autry não expressava a mesma virilidade de Tom Mix ou Buck Jones, não sabia cavalgar como Ken Maynard ou Hoot Gibson não tinha o porte chamativo e de marcante presença de Tim McCoy, não era bom de briga nem de tiro, mas suas canções folclóricas e sua simpatia, sua pinta de bom moço conquistaram o público, principalmente no meio rural. Um outro grande sucesso de Autry foi o filme "Almas Indomáveis / The Strawberry Roan" de 1948, filmado em Cinecolor. O ator resolveu usar a conhecida canção como inspiração para a história. Tal como Ken Maynard já havia feito em um de seus filmes com o mesmo título original. Autry conseguiu que a Columbia comprasse os direitos para uso da balada de Curley Fletcher que Maynard, e não a Universal, ainda detinha. Quando Maynard, durante a sua aposentadoria, estava vivendo em relativa pobreza em um trailer acampado em San Fernando, ele recebia uma certa quantia de um velho fã do Texas. 


Os cheques vinham do fã, é certo, mas o dinheiro vinha de Gene Autry. Ken Maynard nunca soube disso. Pat Buttram, o companheiro de Gene no rádio, estreou na tela em "Almas Indomáveis". O filme tinha como objetivo ser uma resposta a  "Meu Amigo Trigger / My Pal Trigger" de 1946 com Roy Rogers, a ponto de incluir no seu elenco Jack Holt, que havia atuado no filme de Rogers. O filme começa com Gene, Pat e outros vaqueiros preparando uma armadilha para capturar um cavalo malhado. Quando o filho do dono do rancho é ferido ao tentar domá-lo, o pai (interpretado por Jack Holt) decide eliminar o animal. Gene impede que isto aconteça e esconde o cavalo. Em uma sequência, perto do final do filme, Gene convence Dick, a cavalgar o malhado novamente  e recobrar a confiança no uso de suas pernas. John English, que havia começado sua carreira como montador dos westerns de Tim McCoy na Puritan e co-dirigido muitos dos melhores seriados com William Witney, prestou um bom serviço não somente nesta mas em todas as produções de Autry. 



Em 1953, Autry fez seu último filme, "Last of the Pony Riders" e, convencido da crescente popularidade da Televisão, já havia começado  a produzir pela sua Flying A Productions, uma série de faroeste, "The Gene Autry Show", composta  de 91 episódios de 25 minutos de duração (alguns em cores). A Columbia culpou o empreendimento de Autry na televisão pela queda nas vendas de seus filmes. Mas é preciso dizer isto a favor de Autry. Em 1950, em um esforço para levantar dinheiro, Herbert J. Yates ofereceu os westerns de Gene Autry e Roy Rogers  realizados na Republic Picutres para MCA Television. Autry recorreu à justiça a fim de impedir a venda e a exibição dos filmes na tela pequena. Ele pediu ajuda a Roy, porém este hesitou. Autry perdeu a causa e não teve outra alternativa senão competir consigo mesmo por meio de uma nova série de filmes feitos especialmente para a televisão. No final da década, Autry apareceu como convidado especial, ao lado de John Ford, John Wayne e Gary Cooper, em um documentário de televisão sobre o Oeste americano, "Wide Wide World", produzido pela NBC. 



Ao mesmo tempo, Autry devotou-se a outros negócios, comprando quatro estações de Rádio e uma de Televisão e 25 poços de petróleo no Texas. Seu toque de Midas tornou-se legendário. Adquiriu ainda, muitas propriedades em vários Estados, hotéis, editoras de música e aplicou dinheiro em seus investimentos, dos quais o mais célebre talvez tenha sido o time de beisebol California Angels. Gene Autry faleceu em 2 de outubro de 1998 em uma pequena localidade no San Fernando Valley em Los Angeles, California. Este supermilionário soube resumir com humildade os seus méritos como cowboy do Cinema.: “Nunca me considerei ator. Ator deve ser alguém como Paul Muni ou Spencer Tracy. Eu era mais uma personalidade”. Gene autry deixou um legado que o tempo não consegue apagar, uma legião de fãs que ainda hoje, veneram e cultuam seus filmes, seriados, quadrinhos e todo tipo de material que é comercializado em sites de leilões pelo mundo, memorabilia nas vendas de garagens, etc.


F  I  M