sábado, 12 de setembro de 2015

GIBIS ANTIGOS (CLASSIC COMICS) - O GURI (MASTER COMICS) Nº 07 - (BULLETMAN / HOPALONG CASSIDY / CAPTAIN MIDNIGHT) 1955 EDITORA O CRUZEIRO


O GURI Nº 07 - 1955 EDITORA O CRUZEIRO / Super-herói da Fawcett e hoje, pertencente à DC Comics, do mesmo co-criador do "Capitão Marvel" (Bill Parker). O Homem-Bala estreou em 1940, no n° 1 de "Nickel Comics", um gibi em forma de teste, bem mais barato, lançado pela editora, para verificar se o mercado aceitava um novo formato. Não deu certo, e o herói, acabou sendo transferido para uma revista tradicional da Fawcett, a "Master Comics" aparecendo no n° 7, de outubro daquele mesmo ano, onde acabou se destacando. O personagem era, na verdade, o policial forense Jim Barr que, assim como "Batman" e "Vingador" (O Carrasco), buscava vingar a morte do pai, também policial. Usando seu gênio científico e seus conhecimentos científicos de química e balística, Barr desenvolveu uma fórmula capaz, acreditava ele, de eliminar as toxinas que fazem o ser humano enveredar pelo crime. 




Usando a fórmula em si mesmo, Jim sofreu um efeito colateral, seu corpo adquiriu músculos, e sua capacidade intelectual aumentou muito. Foi aí que ele bolou um capacete especial capaz de fazê-lo controlar a gravidade a seu redor, permitindo-lhe voar e fazer projéteis se desviar dele. No nº 13 de abril de 1943 de "Master Comics", a namorada de Jim, Susan Kent, descobre sua identidade e se torna também sua parceira de aventuras, a Mulher-Bala. Homem-Bala foi publicado ininterruptamente até 1949, quando desapareceu, como a maioria dos super-heróis do pós-Guerra. Sua última aparição na "Era de Ouro" dos quadrinhos se deu no nº 106  de 1949 de "Master Comics".  


O personagem foi muito popular nos anos 40, tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil. Sabendo disso, a concorrente DC Comics, nos anos 70, adquiriu vários títulos da Fawcett e, em 1976, trouxe o Homem-Bala de volta, desta vez como coadjuvante na revista da "Liga da Justiça". De lá para cá, o personagem tem aparecido esporadicamente nos títulos da DC. Aqui no Brasil, se tronou popular e conhecido, através desta publicação aqui postada, O GURI, da Editora Gráfica O Cruzeiro.




F  I  M