sábado, 12 de setembro de 2015

GIBIS ANTIGOS (CLASSIC COMICS) - ALÉM DA IMAGINAÇÃO (THE TWILIGHT ZONE) Nº 23 - 1967 GOLD KEY COMICS


ALÉM DA IMAGINAÇÃO (THE TWILIGHT ZONE) Nº 23 - 1967 GOLD KEY COMICS / Aqui no Brasil, não tenho informação se chegou a ser publicada por alguma editora, essa série fantástica, em quadrinhos. Só sei dizer que a série de Tv, realmente, era tão boa quanto o título batizado aqui no país. Na Espanha, o quadrinho levou o título de "AVENTURAS FANTÁSTICAS"....e trás exatamente, com roteiros inteligentes e interessantes, a mesma abordagem realizada na televisão por seu criador, ROD SERLING....

"Há uma quinta dimensão além daquelas conhecidas pelo Homem. É uma dimensão tão vasta quanto o espaço e tão desprovida de tempo quanto o infinito. É o espaço intermediário entre a luz e a sombra, entre a ciência e a superstição; e se encontra entre o abismo dos temores do Homem e o cume dos seus conhecimentos. É a dimensão da fantasia. Uma região Além da Imaginação." 



Essa era a narrativa inicial de seu criador, em todos os episódios de Além da Imaginação, entre 1959 e 1964 produzidos em preto e branco, para o canal CBS nos EUA. No Brasil, a série começou a ser transmitida nos anos 60 e chegou a ser reprisada novamente, no extinto canal a cabo, USA, inclusive, alguns episódios com a dublagem clássica ainda preservada. Nos anos 60, havia uma ansiedade no ar, durante toda a semana, até a chegada do próximo sábado, à espera de um novo episódio da série. O público ficava maravilhado com aquele mundo paralelo, cheio de fantasia e absurdos com lógica e temas intrigantes que qualquer um de nós, certamente, já chegou a pensar, a sonhar ou ter pesadelos!



No inicio, desde a primeira temporada, os episódios tinham a duração de meia-hora, para posteriormente em 1963, serem produzidos com 50 minutos de duração. The Twiligth Zone, foi o maior sucesso de Rod Serling na TV e que o faz ser lembrado até hoje pelos enredos envolventes e a forma peculiar de tratar com o sobrenatural. Sem aberrações, sem efeitos especiais, apenas uma história bem contada e bem dirigida, nisso Serling era um mestre. Rod Serling morreu vítima de câncer por ser um fumante inveterado, em 1975, aos 51 anos. Entre suas obras estão também, outra clássica produção para a televisão, Galeria do Terror (Night Gallery).


F  I  M