domingo, 5 de abril de 2015

GIBIS ANTIGOS (CLASSIC COMICS) OS SOBRINHOS DO CAPITÃO (KATZENJAMMER KIDS / HANS & FRITZ / THE CAPTAIN AND THE KIDS)


OS SOBRINHOS DO CAPITÃO - Quando eu era criança, adorava ler gibis e entre tantos títulos que eu curtia,  um dos que mais me chamava a atenção era Os Sobrinhos do Capitão, que contava as aventuras de dois garotos, um de cabelo loiro e o outro preto, chamados respectivamente de Hans e Fritz, que eram verdadeiras pestes e que viviam atazanando a vida de todos. Hans e Fritz eram dois irmãos, super ativos e aprontando sempre, cujas vítimas principais eram dois hóspedes da Mama. Um deles era o Capitão, que era um sujeito de uma longa barba espetada bem escura, um marinheiro aposentado que vivia sofrendo de dores no joelho. 




O outro era chamado de Coronel, que era uma espécie de inspetor escolar que vivia sempre a perseguir os dois garotos, ele tinha uma longa barba branca e em termos de tamanho, era um nanico! Uma das traquinagens mais presentes na dupla, era roubar a torta preparada pela Mama, e consequentemente a culpa acabava caindo principalmente sobre o Capitão. A única pessoa que não encarava os dois garotos como pestinhas era a Mama, que aos seus olhos eram como dois anjinhos inocentes. Inspirado visivelmente nos personagens alemães Max e Moritz, de Wilhelm Busch, o estreante Rudolph Dirks começou a publicar, a 12 de dezembro de 1897, as trapalhadas dos “Sobrinhos do Capitão” no jornal de W. R. Hearst. 



O loiro Fritz e o moreno Hanz vivem em alguma colônia alemã da África, a princípio em companhia da mãe, do pai e do avô. Com o passar dos anos, o pai e o avô simplesmente sumiram da tira e, em 1902, apareceu o Capitão: aquele que se tornaria seu pai adotivo e, principalmente, o alvo favorito dos garotos. Hans e Fritz representam, em última análise, a guerra contra qualquer tipo de autoridade paterna, escolar, administrativa. Nas primeiras tiras, Dirks não usou diálogos, mas logo seus personagens estavam falando um engraçadíssimo idioma anglo-germânico. Mais tarde, Dirks passou a colaborar no “World”, concorrente do “Journal”, mas Hearst, que mantinha os direitos sobre a história, e que já entregara a outro desenhista (Harold H. Knerr) foi à Justiça. 


Os juízes decidiram, afinal, que Dirks poderia continuar desenhando seus personagens no “World”, se mudasse o nome da história. O que ele fez logo, passando a chamá-los “The Captain and the Kids”. As duas séries continuam até hoje, distribuídas por “sindicatos” diferentes: "The Katzenjammer kids" é distribuído pelo King Features e "The Captain and the kids" pelo United Feature. Com o advento da Primeira Guerra, as tiras mudaram o nome para "The Captain and the Kids" e "Hans & Fritz", respectivamente. 

No Brasil, tanto “The Katzenjammer kids” quanto “The Captain and the kids” foram publicados com diversos nomes. Inclusive as duas séries chegaram a se chamar, entre nós, de “Sobrinhos do Capitão” (muitos editores brasileiros entendiam, que eram a mesmíssima historieta). “The Captain and the kids” (da United) chegou a ser publicada no “Globo Juvenil” como “O Capitão e os Meninos”. “The Katzenjammer kids” (da King) saiu no “Suplemento em Quadrinhos” da Lino como “Sobrinhos do Capitão”. A revista “O Capitão Z” também publicou os personagens em 1961. E, nos anos 50, o suplemento em cores de “O Jornal” do Rio de Janeiro publicou as dominicais com o título de “Os Sobrinhos do Capitão”. 

O nome original de Os Sobrinhos do Capitão é "Katzenjammer Kids", que numa tradução literal significa algo como Moleques do Gemido do Gato e as suas histórias eram narradas em forma de histórias em quadrinhos, criado pelo alemão naturalizado norte-americano chamado Rudolph Dicks e foi publicado pela primeira vez no American Humorist, um suplemento dominical do New York Journal, e inspirado no trabalho de Max Wilhelm, o criador de "Buch und Moritz", que foi um livro infantil publicado em 1865, onde narrava as traquinagens de dois irmãos que davam nome à obra. Atualmente este livro é considerado por diversos autores como sendo o precursor das histórias em quadrinhos. 

Alguns outros autores também consideram como provavelmente a segunda tiragem de quadrinhos do mundo, ficando atrás somente de "The Yellow Kid", que foi publicada entre 1895 a 1898, portanto tida como a mais antiga publicação neste gênero. Curiosamente, por vários anos muitos acreditavam que as aventuras desses dois garotos era simplesmente uma imitação de um trabalho anterior as histórias de "Busch and Moritz", de Max Wilhelm, mas uma pesquisa recente do estudioso em histórias em quadrinhos, Alfredo Castelli, trouxe a tona a verdade sobre os fatos, de que Dirks era mesmo um americano nascido na Alemanha, portanto muito familiarizado com a obra e cujas tiras apareceram primeira vez no dia 12 de dezembro de 1897. Descobriu-se também que as histórias foram desenhadas por Dirks por pouco mais de ano, e depois ele foi convocado para lutar na Guerra Hispano-Americana, deixando a obra a cargo de outros. 

Quando retornou da guerra, percebeu que o elenco contava com mais um personagem, que era o Capitão, criado em 1902, cuja relação com a Mama Katzenjammer não é muito clara e também o Inspetor ou Coronel, como queiram, que foi criado em 1905.  Em 1981, as histórias passaram para as mãos de DeCesare Angelo que o manteve até 1986 e atualmente ela é desenhada por Hy Eisman e distribuída para mais de 50 jornais e revistas do mundo inteiro. Outro fato muito curioso é que as traquinagens de Hans e Fritz nunca fizeram sucesso fora das histórias em quadrinhos, por mais que se tentasse. O primeiro filme que se tem notícia é um curta-metragem de 1898 e depois alguns desenhos animados mudos entre 1916 a 1918,  produzidas pelo estúdio de William Randolph Hearst, e depois abandonadas, em parte devido a crescente tensão associada a Primeira Guerra Mundial. 

Ao que parece, na década de 20 mais alguns desenhos animados, foram produzidos, como cita alguns autores, e em 1938, “The Captain and the Kids” tornou uma série de curtas pela Metro-Goldwyn-Mayer, sob a direção de William Hanna, Bob Allen e Fritz Freleng. Diferentemente das tiras, as palhaçadas de Hans e Fritz geralmente eram centradas em torno do Capitão. A série terminou num total de 15 desenhos animados. Alguns desses filmes da MGM também foram apresentados na televisão pelo Cartoon Network ao longo do tempo. Na televisão propriamente dita, somente uma produção se tem notícia, que era apresentado como segmento dentro do desenho animado "Archie´s TV Funnies". Seja como for, as histórias em quadrinhos dos dois garotos peraltas está longe de acabar, assim como considerado a tira em quadrinhos de maior duração de todos os tempos. Mais de 110 anos!




Sobrinhos do Capitão
Nome: Hans & Fritz
Nome original: Katzenjammer Kids
Licenciador: United Feature/King Features
País de origem: Estados Unidos da América
Criado por: Rudolph Dirks


                                   F  I  M